Diversificação na Mintos

Utilizo a Mintos* como plataforma de investimento em P2P desde 2019. Cinco anos passados, com uma crise e Covid pelo meio, posso confirmar a solidez da plataforma (não posso dizer o mesmo de outras, como é o caso da Grupeer, por exemplo – uma má experiência de P2P, que deu para o torto em 2020).

Começou por ser apenas uma plataforma de crowdlending, mas nos últimos meses tem alargado a sua área de atuação e oferece agora produtos diferentes e bem interessantes: Empréstimos, ETF, Obrigações e Imobiliário.

É uma plataforma regulada e o investidor está protegido por um seguro até 20.000€.

EMPRÉSTIMOS – P2P

Os empréstimos são, maioritariamente, créditos pessoais, créditos automóvel e outros créditos de consumo. O risco é alto. Não há propriamente uma análise muito aprofundada a cada pessoa: basta ver isto do ponto de vista do credor – qualquer pessoa consegue um cartão de crédito ou um telemóvel a prestações, sem grandes questões.

Este risco é compensado com taxas de juro também elevadas, com valores sempre acima de 10%.

Neste artigo, detalhei o meu portefólio de empréstimos e expliquei a estratégia que utilizo para escolher os investimentos.

Tenho 4680,19€ investidos, e 15% deste valor em atrasos, com uma taxa média anual de rentabilidade de 13,10%. Nunca tive qualquer incumprimento. Atrasos, sim, mas também sem grandes problemas uma vez que são pagos juros de atrasos sempre que estes acontecem: nunca fiquei a perder.

Este investimento é para longo prazo, por isso não tenho qualquer problema com empréstimos bem longos. A média de prazo dos meus investimentos está acima dos 40 meses.

OBRIGAÇÕES

Tenho investido em obrigações na Mintos desde que elas ficaram disponíveis, em 2023.

Têm várias semelhanças com as notes (empréstimos):

  • Ambos são investimentos baseados em dívida, com taxas de juros e prazos de pagamento fixos;
  • Ambos podem ser negociados no Mercado Secundário (a forma de retirar o dinheiro antes da maturidade do empréstimo)
  • Ambos têm investimento mínimo de €50

Têm, no entanto, algumas diferenças significativas:

  • Notes são empréstimos a particulares ou pequenas empresas, Bonds são obrigações corporativas emitidas por uma empresa;
  • Notes podem ter maturidades baixas, de poucos meses, Bonds têm durações mais longas, tipicamente de 3 a 5 anos;
  • Notes incluem vários empréstimos e por isso os pagamentos ao investidor podem variar ao longo do tempo, Bonds têm datas e valores de pagamento fixos e iguais ao longo do tempo.

Neste momento, tenho 639,14€ investidos em obrigações, divididos por 7 produtos diferentes. Na imagem resumo conseguimos ver o valor e data do próximo pagamento, para cada um deles.

Cada obrigação tem características diferentes. Todas podem ser consultadas, antes e depois de se fazer o investimento. Abaixo deixo o exemplo da primeira obrigação que aparece na imagem acima.

Clicando em “Invest”, no canto superior direito, podemos ver as ofertas de obrigações ativas, tanto no mercado primário como no secundário.

O investimento não é imediatamente executado quando se efetua o investimento. Neste caso, fiz o investimento no dia 1 de julho e só ficará ativo no dia 4, 3 dias depois.

Acho esta uma forma bem fixe de diversificar e diluir o risco do investimento em empréstimos a particulares, com taxas ainda assim bem altinhas.

ETF

Comecei a experimentar o investimento em ETF na Mintos no final de 2023, mas não partilhei nada até ter uma opinião formada sobre esta opção.

7 meses depois, com 328€ investidos e 32,82€ de lucro não realizado (é aquele lucro virtual, que só passa a real quando vender), posso dizer que é uma opção interessante para investir neste tipo de ativos.

Respondemos a um inquérito que determina o nosso perfil de investidor e objetivos financeiros, e com base nisso é definida a distribuição de portfólio a utilizar. Com base nas minhas respostas – nível de risco 90/100 – fiquei com um alocação de 90% em ações e 10% em obrigações.

Nas ações, 80% em países desenvolvidos e 10% em mercados emergentes. Nas obrigações, 5,5% em governamentais e 4,5% em corporativas.

A composição da carteira é conhecida. Todos os ETF incluídos neste fundo são apresentados no separador “holdings”, com as respetivas percentagens.

Duas coisas super interessantes e positivas:

  1. A Mintos não cobra qualquer comissão de gestão. Isto significa que os únicos custos são a TER dos próprios ETF, que existe seja onde for que os compremos;
  2. É feito um rebalanceamento de carteira automático, sempre que investimos mais dinheiro ou vendemos parte do valor. Assim é feita, de forma eficiente e totalmente automática, o rebalanceamento da carteira, para garantir que atualizamos sempre as percentagens definidas de cada tipo de ativo. Como expliquei na parte 3 do livro FIRE com Obrigações (página 126), o rebalanceamento é o truque que permite aumentar rentabilidades, diminuindo o risco.

REAL ESTATE

Este é um produto muito recente e não tenho grandes dados a reportar. Investi 50€ num projeto, o único que tenho atualmente, e todos os meses, a partir de 15 de agosto de 2024 e nos 20 anos seguintes (!), receberei 0,49€. A minha parte da renda 🤪

Além da renda mensal, é esperada uma valorização do imóvel à taxa de 3% por ano. Ou seja, se quiser “vender” antes da data, então posso também usufruir desta possível valorização.

Temos fotos da casa e tudo! 🙌 A minha é na Áustria.

Ainda não passou tempo suficiente para perceber se é algo no qual queira investir o meu dinheiro. Assim que tenha mais feedback, partilho!

CAMPANHA DE VERÃO

Se quiseres experimentar a Mintos, podes aproveitar a campanha de Verão que está em vigor até 15 de Julho, usando o código promocional SUMMER24* – apenas para novos utilizadores.

O bónus será pago a 31 de julho de 2024 e os valores diferem em função do investimento feito:

  • Investimento de 250€, bónus de 10€ – 4% cashback
  • Investimento de 500€, bónus de 25€ – 5% cashback
  • Investimento de 1000€, bónus de 50€ -5% cashback
  • Investimento de 5000€, bónus de 100€ – 2% cashback
  • Investimento de 10.000€, bónus de 200€ – 2% cashback

Outros artigos sobre a Mintos

Abaixo deixo outros artigos sobre a Mintos, publicados aqui no blog anteriormente.

REVIEWS

SOBRE IMPOSTOS

Registo na Mintos*

Bons investimentos!

* Links marcados com asterisco (*) são produtos afiliados. Se comprares através deles eu recebo/recebemos ambos uma pequena comissão.

Disclaimer: A autora do blog Dama de Ouros não fornece recomendações ou aconselhamento financeiro. Todo o conteúdo presente neste blog tem apenas fins informativos e educacionais, sendo qualquer decisão de investimento da responsabilidade do leitor.

4 thoughts on “Diversificação na Mintos

  1. Obrigado pelas informações.
    A verificação de identidade na Mintos para criar conta cria-me alguma inquietação.
    Não fico tranquilo deixando informação pessoal tão sensível numa plataforma estrangeira, cujo tratamento de dados é incerto e passível de ser alvo de ‘hacking’. Penso que não será para todos…

    1. Nestes casos, o que me deixa de pé atrás são plataformas financeiras que não fazem a recolha destes dados, que são obrigatórios para todas as que são reguladas.
      Infelizmente já vi algumas em que só era pedido e-mail e mais tarde deram barraca (aka tudo falso e entretanto desapareceram com o dinheiro das pessoas).

      Claro que não é por pedirem os dados que tudo vai correr bem, mas não pedir dados é logo indicação red flag para mim, porque mostra com 100% de certeza que não é licenciado.

      1. Eu compreendo que seja necessário um método de verificação de identidade, mas isto é o que fica arquivado na Mintos:

        “During identity verification, the following data are being stored:
        1) a photo of your face
        2) a photo of your identity document (front and back)
        3) a photo of you holding your identity document
        4) a video recording of the verification session”

        É uma pegada que deixa demasiada informação para trás e cuja utilização futura – porventura ilícita – não controlamos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *