Como começar a investir?

Antes de mais, muitos parabéns e votos de muito sucesso nesta nova etapa da tua vida como investidor 🙌😎

Se estás a ler isto assumo que estejas finalmente disposto a dar o primeiro passo para colocar o dinheiro a trabalhar para ti. Sei que queremos passar rápido à prática, mas peço-te que vejas com atenção os passos 1 e 2. É preferível adiar o investimento uns dias para começar com um plano bem definido e assim evitar algumas chatices no futuro. Vamos a isso! 🔥

1. Objetivos

Já deves ter ouvido dizer que não se pode investir dinheiro do qual se precise no curto prazo. Isto é essencial! Mas o que significa, na prática?

Significa que deves ter bem definidos os objetivos (que envolvem dinheiro) que tens para os próximos anos, no curto/médio prazo, para evitar que invistas esse valor.

Vou deixar abaixo alguns exemplos de potenciais objetivos ou até mesmo despesas correntes que devem ser tidas em consideração.

  • Impostos anuais (IUC, IMI, IRS)
  • Despesas associadas ao carro (inspeção, revisão, manutenção)
  • Viagens
  • Casamentos (como convidado)
  • Presentes de aniversário e natal
  • Cursos/Formações
  • Despesas da casa (manutenções, seguros, trocas de eletrodomésticos ou mobiliário)
  • Comprar carro
  • Comprar casa
  • Fazer festa de casamento
  • Mobiliar casa
  • Viagem X

Primeiro temos de direcionar a poupança para os objetivos de curto e médio prazo. Temos de saber quando os pretendemos atingir e de quanto dinheiro precisamos.

2. Escolher a distribuição de portefólio

Não foi o que eu fiz, mas por saber que fiz de forma errada é que posso hoje dizer-te para não cometeres os mesmos erros que eu 😜😅

O plano pode e deve alterar à medida que formos evoluindo e aprendendo mais. Mas acho importante começar logo com uma estratégia delineada, para não ser só comprar coisas “à sorte”, sem um rumo ou uma lógica definida.

Por isso faz um print e preenche a tabela abaixo com a distribuição que queres ter de cada um dos ativos.

AtivoDistribuição
Dinheiro
Certificados de aforro
Certificados de tesouro
Depósito a prazo
Ações
Obrigações
ETF ações
ETF Obrigações
Imobiliário
REIT
P2P
Criptomoedas
Total100

Se não tens ideias claramente definidas neste ponto (é normal que não tenhas, porque muitas coisas sobre nós próprios como investidores descobrem-se depois na prática, com o chamado skin in the game), começa por usar as estratégias de grandes investidores. Falo de pessoas com provas dadas e dezenas de anos de experiência.

Abaixo deixo-te o exemplo do portefólio recomendado pelo Ray Dalio (retirado do livro FIRE – O caminho para a independência financeira).

Queres algo mais simples, para começar? Usa a típica regra recomendada pelos conselheiros financeiros e por John Bogle:

Há mais uns quantos exemplos no livro FIRE – O caminho para a independência financeira (sei que está esgotado mas acredito que em breve, provavelmente final do mês de abril), voltará a estar disponível.

Eu uso um mix inspirado nestes grandes investidores, mas adaptado ao meu próprio gosto pessoal e aos objetivos que tenho para o FIRE.

Não há um portefólio perfeito para todos, porque somos todos diferentes e com ambições distintas também.

3. Fazer o investimento mensal

Tens o plano traçado, por isso agora e nos próximos meses e anos o trabalho é mais simples: é só segui-lo.

  1. Vê como está o teu portefólio no momento (se estás a começar é mais fácil, porque está tudo a zero)
  2. Investe de modo a atingir ou ficar mais próximo do portefólio ideal que definiste
  3. Reforça todos os meses com o objetivo de manter ou aproximar do portefólio ideal
  4. Este ponto aplica-se a todos os anteriores: não compliques e simplifica!

Vou explicar agora o ponto 4 com um exemplo:

Pressuposto:

Optas pelo portefólio All-weather do Ray Dalio e tens 500€ para investir daqui para a frente. Cada ativo tem uma comissão de compra associada.

Plano de ação:

Será que faz sentido investir todos os meses em 5 ativos diferentes e pagar comissões em todos?

AtivoDistribuição (%)Valor mensal
Ações EUA30150
Obrigações EUA longo prazo40200
Obrigações EUA médio prazo1575
Ouro735
Commodities840

Provavelmente não. Isto pode ser contraproducente. As comissões acabariam por absorver uma parte significativa do valor disponível para investir. Mesmo que não houvesse comissões, parece-me trabalho desnecessário para quem está a começar.

Como fazer, então?

Investir mensalmente em 2 ativos ou até em apenas 1, por exemplo. Avaliar mensalmente as distribuições, para perceber o que faz sentido reforçar, para aproximar cada vez mais do portefólio pretendido.

Demorará um pouco, mas ao fim de algum tempo a distribuição chegará ao ponto desejado.

Respondendo então a esta questão, que me colocaram hoje:

Provavelmente, o mais simples e mais barato é investir mensalmente num ativo. A diversificação pode ser feita ao longo dos meses, sempre com a intenção de aproximar do portefólio pretendido.

Ajudou?

Disclaimer: A autora do blog Dama de Ouros não fornece recomendações ou aconselhamento financeiro. Todo o conteúdo presente neste blog tem apenas fins informativos e educacionais, sendo qualquer decisão de investimento da responsabilidade do leitor.

6 thoughts on “Como começar a investir?

  1. Ajuda imenso!
    Eu basicamente faço: um mês ponho nos ETFs, mês a seguir no PPR, + x€ para reforçar a poupança que está a ser feita para um objetivo de médio prazo; e assim vou variando mês a mês, reforçando aqui e ali, é o mais simples que funciona para mim, que como tu adoro passividade e fujo de demasiada complexidade 🙂

  2. Olá,

    Eu tenho um problema, não sei em que momento devo reforçar, isto é, eu tenho investido nums ETFs que considero bons investimentos para mim, mas eles tem subido bem, e estão a fugir do valor que eu tinha estipulado para reforçar…
    Devo esperar queda ou devo investir?

    1. Olá!

      A questão é… Como sabes que vai haver queda? Ou quando vai ser?
      Eu prefiro escolher um dia do mês (depois de receber o salário, é o tempo de o dinheiro chegar à corretora) e investir de “olhos fechados”. Não conseguimos adivinhar o que vai acontecer no futuro, e a vantagem dos ETF é precisamente poder fazer DCA e seguir com a vida.
      Sei que é mais fácil dizer do que fazer, mas fica aqui a minha opinião 🙂

  3. Muito obrigada, Dama de Ouros!💛
    Espero ansiosamente pelo retorno do livro, assim que estiver disponível novamente, vou comprá-lo.
    Beijinhos🥰

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *